Como funciona para o médico canadense?

Virar médico no Canadá não é uma tarefa fácil, inclusive para os próprios canadenses. Eu não conheço o processo a fundo, mas resolvi compartilhar com vocês aqui o pouco que eu sei sobre isso pra vocês entenderem que não é difícil só pra gente, IMGs.

Primeira grande diferença é que aqui você não termina o high school e entra direto na med school. Você tem que fazer uma graduação antes. Um bacharel em ciências ou coisa do tipo. Só depois disso é que você pode se inscrever pra faculdade de medicina.

Mas não pensem que entrar em uma faculadade antes é fácil. Quem quer fazer medicina aqui tem  que se preparar desde muito novo. Porque pra um aluno ser aceito numa universidade aqui, ele não tem que fazer provas como no Brasil. É tudo baseado no desempenho academico dele na escola, em cartas de referência e análise de currículo.

Depois deles passarem por essa primeira peneira pós-high school, eles passam pela segunda peneira, que é aplicar pra medicina. Novamente o que conta aqui são as cartas de referência, seu currículo e a entrevista. 

As cartas de referência e o currículo aqui tem um peso altíssimo. Por isso os candidatos se envolvem em (muitos) trabalhos voluntários, projetos de pesquisa e até mestrado antes de se candidatarem à vaga de medicina. O trabalho voluntário conta não só por ser um ato “nobre”, mas porque durante esses trabalhos as pessoas fazem conexões e desenvolvem seus skills. Isso é importante porque na hora de montar seu currículo, você mostra que fazendo aquela atividade você desenvolveu seus skills, e as pessoas que darão as cartas de referência poderão atestar isso.  

Obviamente, assim como no Brasil, não é fácil ser aceito numa faculadade de medicina aqui no Canada; faltam vagas e sobram candidatos. Pra ser aceito, o candidato tem que ser MUITO bom e ter uma boa bagagem, eu diria… Como não tem vaga pra todo mundo (e também porque as faculdades aqui são pagas, e o curso de medicina é bem $algado) muitos canadenses vão fazer medicina em outros países, como Irlanda, Austrália, ou em países do Caribe. Só que quando eles voltam pro Canada, eles são considerados IMGs, assim como nós. Não vou focar nos IMGs agora, minha ideia com esse post é mostrar como é complexo virar médico no Canadá.

Depois de finalmente conseguir entrar na faculdade de medicina, o aluno tem que continuar se desenvolvendo e trabalhando seu curriculo. A vida de voluntário não termina depois de entrar na medicina…. Outra diferença em relação ao Brasil é que aqui a faculade de medicina dura 4 anos, e depois de se formar, a pessoa NÃO pode trabalhar como médica. Tava achando que era igual ao Brasil, onde a gente pega o diploma e vai direto pro CRM obter a licença? Não senhor! Aqui o médico só pode obter a licença depois de fazer algumas provas e terminar a residência.

Ooooooooiiii??? Como??? O cara é médico mas não pode exercer depois de formado? É isso mesmo! Quando estão terminando a faculdade de medicina, eles também tem que fazer o MCCQE1. Isso mesmo! A mesma prova que a gente tem que fazer. Sem o MCCQE1 eles não conseguem se inscrever na residência! E sem residência eles não podem clinicar.

E você acha que é só fazer o MCCQE1 e tirar uma boa nota que ele será aprovado numa residência? Claro que não!!! Mais uma vez eles passam por outra peneira com direito a análise de currículo, cartas de referência e entrevista. Acho que já até perdi as contas de quantas vezes eles tiveram que fazer isso até chegarem aqui. E aí eles saem viajando pelo país pra participarem de dezenas de entrevistas. Porque novamente, tem mais candidato do que vaga. E nessa fase da vida muitos deles estão com dívidas nos bancos, pois pegaram empréstimos pra pagar a faculdade. É uma questão de “ou eu sou aceito agora ou eu sou aceito agora”. 

Eles tem que atirar para todos os lados pra aumentar a chance de serem aceitos em algum lugar. Esse é um momento muito crítico pra eles. É um estresse absurdo e obviamente gasta-se uma grana alta aplicando pra tantos lugares e tendo que viajar pra fazer as entrevistas pessoalmente. Eu diria até que é muito traumatizante pra muitos deles. Porque como eu falei, se eles não forem aceitos numa residência, eles não podem trabalhar. E aí vão fazer o que por um ano, com dívidas a serem pagas? Não é incomum suicídio em médicos canadenses que não conseguem passar na residência. Triste realidade!

Mas digamos que tudo deu certo e eles foram aceitos na residência. Uhuuullll! Acabou residência está pronto pra trabalhar?? Claro que não!!! Eles tem que fazer mais provas…. No final da residência eles tem que fazer o MCCQE2. Uma vez aprovados no QE2 eles obtem a licença do MCC e dai podem aplicar pro College of Physicians and Surgeons (CPS), que equivale ao nosso CRM, e cada província tem o seu. 

Se a pessoa quiser fazer uma sub-especialidade tem que se inscrever de novo no CARMS, cartas de referência, análise de currículo, entrevistas, tudo de novo… daí no fim da residência eles tem que fazer mais uma prova, que equivale à prova de título no Brasil. Só depois de serem aprovados nessa prova que eles podem trabalhar como especialistas.

Vocês podem ver que não é um processo simples pra eles, né. A minha ideia de compartilhar isso aqui foi pra vocês verem que não é fácil nem pra um Canadense virar médico. Eu diria até que talvez seja mais fácil pra nós, pois não temos que passar por tantas peneiras. Por outro lado, eles já vem construindo um currículo ao longo dos anos, o que faz diferença. Em outro post eu vou falar sobre a importância do currículo aqui no Canadá, e dar algumas dicas de como fortalecer seu currículo.

Enfim, pessoal, não é fácil pra ninguém. Mas se você quiser ser médico no Canadá, saiba que é possível. Se organize, faça voluntariados, tente estágios aqui, fortaleça seu currículo, faça conexões, estude e junte dinheiro, pois gasta-se ba$tante nesse processo todo. #ficaadica.

 

 

 

 

 

 

Esse

 

2 comentários em “Como funciona para o médico canadense?

Adicione o seu

  1. Obrigado por compartilhar suas experiências! Tenho curtido muito suas publicações nós últimos dias, seus relatos são esclarecedores e você se expressa muito bem.
    Gostaria de saber se é possível conversar contigo via e-mail, rede social ou algo assim para tirar dúvidas a repeito do Canadá e das possibilidades para médicos aí.
    Um abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: