APLICANDO PARA A RESIDÊNCIA NO CANADÁ

O Canadian Resident Matching Service (CARMS) é um serviço que administra o processo eletrônico que faz a correspondência entre os médicos candidatos e os programas de residência oferecidos no território Canadense. Se você quer (re)fazer a residência no Canadá, tem que passar por esse processo.

Uma dúvida que recentemente apareceu nos grupos de discussão  foi sobre os documentos necessários para se inscrever no CARMS. Nesse post eu listo o que é preciso para um médico graduado fora do Canadá se inscrever no CARMS e concorrer a uma vaga de residência.

No site do CARMS vocês encontram uma lisa dos documentos requisitados. Eles salientam que esses documentos podem variar entre os programas que você escolher, mas aqui eu faço uma lista geral de qualquer documento que eles venham a pedir. Sugiro, para quem já está com um programa em mente, conferir os pré-requisitos específicos no site do CARMS.

aplicando para o CARMS

1) Medical School Transcripts

Os transcripts são os nossos históricos escolares, onde estão as disciplinas que cursamos, com carga horária e nota final. Como nossos históricos estão em português, o CARMS pede uma tradução “oficial” do histórico. Normalmente, quando eles usam o termo “official translation”, eles estão se referindo à tradução juramentada. Logo, o que você precisa submeter no site do CARMS é a tradução juramentada, porém alguns programas também podem pedir uma cópia do histórico original. Então fique atento na hora de se inscrever para ver se você só precisa enviar a tradução juramentada ou se também precisa mandar o histórico em português.

Existem 3 formas de você enviar o histórico para o CARMS:

            – através do Physicians Apply: nesse caso, como o histórico está em português, você vai ter que pagar pela tradução juramentada feita pelo PA e solicitar uma SVR do seu histórico, ou

            – você pode pedir para a Universidade enviar uma cópia original do seu histórico via Correios direto para o CARMS. Como o histórico não está em inglês ou francês, o CARMS online oferece o serviço de tradução, ou

            – você pode fazer um upload da tradução juramentada no CARMS online.

Lembrando que você deve ficar atento aos deadlines, para dar tempo do documento ser processado e estar disponível no site para dar continuidade ao processo.

2) Medical Student Performance Record (MSPR)

O MSPR é uma carta escrita pelo Diretor ou Coordenador da Faculdade de Medicina que você cursou. Nela, ele reporta as atividades realizadas durante o curso e a carga horária de cada especialidade no rodízio do internato. Ele também pode fazer comentários sobre seu desempenho durante os rodízios no internato e dar recomendações para seu treinamento médico futuro.

O ideal é que ela seja escrita em inglês ou francês. Caso seja escrita em português, você tem que enviar uma tradução juramentada da carta. Dependendo do programa, eles podem solicitar a versão original em português e a tradução juramentada, então fique atento. (OBS: o CARMS também disponibiliza o serviço de tradução dessa carta, assim como faz para o histórico).

Mas e se eu não tiver como pegar essa carta?? O que fazer? Nesse caso, eles sugerem que o candidato explique o motivo de não a conseguir na sua carta de intenção. Ou então, que o candidato faça o upload de uma nota da Faculdade de Medicina explicando porque ela não foi capaz de emitir a carta.

Supondo que o cenário é favorável e você conseguiu que o Diretor ou Coordenador escreva essa carta…. Mas como enviar? Teoricamente, essa carta não passa pelas suas mãos… ela é confidencial e não é compartilhada com o candidato. Quem a escreveu deve enviar diretamente para o CARMS através de um portal de transferência (UG – undergraduate portal) ou através de uma transferência online segura. As Faculdades de Medicina podem se registrar para o UG portal através de uma solicitação feita para o email communication@carms.ca ou, caso optem pela transferência online segura, solicitando através do email documents@carms.ca.

Maaaaaas….. o CARMS também dá a opção de você fazer o upload através de sua plataforma online.

Só uma observação: lá no site eles destacam que eles não podem garantir que todas as cartas foram enviadas pela Faculdade de origem. Isto é, fiquem no pé do Diretor/Coordenador da Faculdade e tenham certeza que ele enviou para o CARMS.

3) Canadian Citzenship Documents

Infelizmente não é qualquer médico estrangeiro que pode se inscrever na residência. Para fazê-lo o médico já deve ter em mãos algum documento que certifique seu status de cidadão canadense (traduzindo: ter em mãos o tão sonhado visto de residente permanente – PR). Você deve fazer o upload de uma cópia certificada ou atestada por um public notary de pelo menos um dos seguintes documentos, dentro da validade:

            – Certidão de nascimento canadense

            – Página do passaporte mostrando a cidadania canadense

            – Certificado de cidadania canadense

            –  Registro do landing (claramente mostrando a data do landing)

            – Confirmação de residente permanente

            – Cartão de residente permanente

            – Prova de cidadania

OBS: Os documentos aceitos podem variar conforme a Província, então certifique-se que você tem o documento necessário.

4) Cartas de referência

As cartas de recomendação podem ser escritas por médicos ou professores. Idealmente, devem ser escritas por pessoas que tenham trabalhado com você no Canadá ou nos Estados Unidos, porém eles aceitam cartas emitidas por médicos ou professores que tenham trabalhado contigo em outros países, incluindo seu país de origem. Obviamente uma carta de recomendação canadense tem um peso maior que uma brasileira…. mas caso você não tenha uma, não desanime! É melhor ter várias cartas brasileiras do que nenhuma.

As cartas de referência devem conter:

            – uma declaração de confidencialidade, indicando se o candidato viu ou não a carta e se ele receberá ou não uma cópia da carta;

            – Data em que a carta foi escrita;

            – Quando e por quanto tempo a pessoa que está escrevendo teve contato com o candidato;

            – Avaliação do candidato em relação a: conhecimento, habilidades cognitivas, capacidade de resolver problemas, conduta com pacientes, comportamento e atitudes, habilidade em se comunicar, relacionamento com os colegas, motivação, pontualidade, senso de responsabilidade, habilidades processuais relativas à disciplina, qualidades especiais e contribuições ímpares.

Se o referee for incapaz de comentar a respeito de algum desses componentes, ele deve indicar que não observou tal componente ou que ele não tem conhecimento suficiente para avaliar aquele componente na carta.

OBS: avaliações de rodízios de internato não são consideradas cartas de referência.

Todas as cartas recebidas pelo CARMS serão tratadas como confidenciais e não serão compartilhadas com o candidato.

O candidato deve criar uma folha de capa para cada referência que ele receberá, afim de atuar como uma “reserva” até que a carta seja recebida e scaneada/uploaded pelo CARMS.

Caso você já tenha uma carta em mãos, ela deve ser certificada por um public notary se for submetida diretamente por você na plataforma online do CARMS. Lembrando que as cartas devem ser preferencialmente em inglês ou francês. Caso seja em português, deve-se submeter a tradução juramentada da carta.

5) Carta pessoal

A carta pessoal, ou carta de apresentação, deve ser escrita pelo candidato para introduzi-lo ao programa e mostrar seu interesse em cursar aquela residência. É algo bem específico, voltado realmente praquele programa, daquela província. Você precisa de uma carta para cada programa que você se inscrever. Nela deve conter quais são as razões de você querer entrar para aquela determinada residência. Momento de vender seu peixe. Capriche nessa carta, porque ela é sua porta de entrada.

6) Fotografia

Para detalhes de como a foto deve ser tirada, acesse o site do CARMS: https://www.carms.ca/en/match-process/your-application/documents/photograph/

7) Provas e avaliações

Para se inscrever no CARMS, além de já ter em mãos o PR, você também terá que ter passado e ter sido aprovado em alguns testes:

            – MCCEE

            – NAC

            – MCCQE1 (opcional, mas ajuda)

            – teste de proficiência em inglês ou francês: TOEFL ou IELTS ou TFI

8) Documentos extras

O candidato pode adicionar qualquer outro documento que ele ache que vai aumentas suas chances de ser selecionado. Tais documentos incluem: currículo (lembrando que o CV canadense é diferente), avaliações de internato, etc.

Tudo que foi descrito aí em cima foi tirado do site do CARMS. Para maiores detalhes acessem:

https://www.carms.ca/en/match-process/your-application/documents/ e

http://www.carms.ca/en/match-process/your-application/document-submission/instructions-document-submission/document-instructions-international-medical-graduates-imgs/

Espero que esse post ajude a quem está se planejando para essa empreitada de (re)fazer a residência no Canadá. Boa sorte aos candidatos!

2 comentários em “APLICANDO PARA A RESIDÊNCIA NO CANADÁ

Adicione o seu

  1. Estou amando e seguindo fielmente seu blog hahaha, porem me surgiu algumas duvidas:
    1- Para o Express Entry, eu nao preciso reavalidar meu diploma certo? preciso apenas do ECA?
    2- Se eu conseguir minha PR pelo Express Entry e iniciar o processo de revalidar o diploma, eu precisaria realizar um postgraduate training e este teria de ser realizado no canada? ou pode ser alguma residencia no brasil?
    3- Digamos que a resposta do 2 seja de que tenha que ser realizado no canada, sabendo que mestrado/doutorado lá é pago, como fazer? hahaha, juntar dinheiro no brasil e ir para ficar um ano la sem receber nenhum dinheiro?
    Agradeço desde de ja!!
    Esta me ajudando muito!!

    Curtir

    1. 1) Pro EE vc so precisa do ECA; nao precisa fazer as provas;
      2) depende do seu objetivo… vc nao precisa necessariamente ter uma pos graduaçao pra concorrer as vagas de residencia aqui;
      3) exatamente! Lembrando que em media mestrado sao 2 anos e doutorado 4 anos… ou vc pode tentar uma bolsa….

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: