Vagas para imigrantes que desejam fazer a residência Médica no Canadá

Relatório CARMS 2017

carms

De acordo com relatório divulgado pelo Canadian Resident Matching Service (CARMS), no ano de 2017, 1811 imigrantes se candidataram a vagas de residência médica no Canadá. Destes, 256 estavam se graduando em 2017 e o restante já era graduado. Dos 1811 imigrantes inscritos, 411 (22,7%) conseguiram correspondência em uma vaga.

Interessante notar nesse relatório que na 1ª convocação, todas as universidades, exceto a University of Toronto, tiveram vagas para imigrantes não preenchidas (219 ao todo), sendo a Université de Laval a que mais apresentou vagas ociosas. Após a 2ª chamada, sobraram 64 vagas ociosas. A Université de Laval continuou sendo a que mais apresentava vagas não preenchidas, seguida pela Universitè de Montreal.

Entre os imigrantes, as carreiras com maior número de inscritos foi Medicina de Família, seguido por Medicina Interna, Psiquiatria e Pediatria.

Na 1ª convocação, havia 338 vagas oferecidas para imigrantes, distribuídas entre as diferentes universidades e especialidades. Destas, 178 era pra Medicina de Família, 51 para Medicina Interna, 23 para Psiquiatria, 18 para Pediatria, 9 para Anestesio, 7 para Neurologia, 6 para Anatomia Patológica, Emergência e G.O., 5 para Cirurgia Geral e Ortopedia, 4 para Radiologia, 3 para Medicina Preventiva e Microbiologia Médica, 2 para Dermatologia, Patologia Geral, Patologia Hematológica, Oftalmologia e Urologia, e apenas 1 vaga para Genética Médica, Neuroped, Neurocirurgia e Reabilitação. Esse ano não foi disponibilizada nenhuma vaga para Cirurgia Plástica.

Do total das 338 vagas oferecidas, 16 destas não foram preenchidas na 1ª convocação (7 de Medicina de Família, 2 de Psiquiatria e 1 de Anatomia Patológica, Dermatologia, Medicina Interna, Microbiologia Médica, Pediatria, Saúde Pública e Urologia).

Na 2ª convocação, 53 imigrantes conseguiram uma correspondência. Vinte e oito vagas foram para Medicina de Família, 5 para Psiquiatria, 4 para Saúde Pública, 3 para Patologia Geral, 2 para Anatomia Patológica, Genética Médica, Medicina Nuclear e Radioterapia Oncológica, e 1 vaga para Medicina Interna, Microbiologia Médica, Neuropatologia, Pediatria e Reabilitação.

Quando fazemos as contas, elas parecem não bater… 322 vagas foram preenchidas na 1ª chamada e 53 na 2ª chamada, totalizando 375. No início do relatório eles informam que 411 vagas foram preenchidas por imigrantes. Isso ocorre porque também pode haver correspondência com uma escolha alternativa, e não com a 1ª escolha do candidato, e isso é contabilizado no final.

Outro dado interessante disponível nesse relatório é que dentre os imigrantes que se inscreveram para o CARMS em 2017, a maioria que conseguiu entrar era proveniente da Oceania, seguidos pelos imigrantes da Europa e América do Sul.

Podemos ver pelo relatório que não há muitas vagas para a quantidade de imigrantes desejando fazer a residência médica no Canadá. Na 1ª chamada são aproximadamente 338 vagas para imigrantes, contra 2973 vagas para os canadenses. Se formos comparar Medicina de Família, temos 1,38 candidatos canadenses/vaga contra 10,42 candidatos imigrantes/vaga. E essa diferença candidato/vaga fica ainda maior nas especialidades que apresentam poucas vagas para imigrantes.

Para quem deseja concorrer às vagas destinadas ao canadenses, uma opção é refazer o internato no Canadá. Confira essa informação no nosso post!

Você pode ver o relatório na íntegra em: http://carms.ca/wp-content/uploads/2017/05/2017-R-1-match-report-full-EN.pdf

6 comentários em “Vagas para imigrantes que desejam fazer a residência Médica no Canadá

Adicione o seu

  1. Bom dia!!
    Eu e meu namorado estamos no 5º ano de med aqui no Brasil e temos o desejo de fazer residência no Canadá (eu psiquiatria e ele oftalmo). Tivemos algumas dúvidas e ficaremos felizes se puderes nos ajudar!
    1) Qual o caminho mais adequado para chegarmos a trabalhar como especialistas no Canadá? Valeria a pena refazer o internato lá?
    2) Como podemos concorrer a estas vagas de residência?
    3) Ou vale a pena fazer a residência no Brasil e depois procurar a validação no Canadá?
    Muito grata!

    Curtir

    1. Oi Angela! Obrigada pelo contato e desculpe a demora para responder…
      vamos lá:
      1) se vcs querem ser especialistas, sem duvida nenhuma refazer o internato aqui é a melhor opcao, pois vcs terao um diploma medico canadense e concorrerao as vagas canadenses. Atualmente nao existem vagas para oftalmo para medicos IMG (formados fora do Canada), por exemplo. Mas se vc tiver um diploma de medico canadense, vc consegue concorrer as vagas de oftalmo.
      2) como IMG, vcs precisam ter o PR e fazer o MCCQE1 e o NAC para concorrer as vagas de residencia
      3) Como eu falei, se pra vcs fazer o internato aqui é uma opcao, acho que é o melhor caminho…
      =)

      Curtir

  2. Ola! Estou no segundo ano da faculdade de medicina aqui no Brasil. E tenho o interesse de fazer a Residencia Médica no Canadá. Escolhi a Provincia de Quebec, até pela língua francesa. Tenho algumas dúvidas:
    1) Será exigido somente a proficiência na língua francesa, ou para o inglês seria necessário?
    2) Eu posso concorrer essas vagas sem parte do porcesso de imigração (PR por exemplo)?
    3) Como funciona o CaRMS? As entrevistas e avaliações e o processo em si.
    4) Meu diploma precisa ser validado ai antes de poder prestar o processo para a residencia?
    Vou precisar de alguma indicação/referência de médicos canadenses?

    Desde já agradeço sua atenção.

    Curtir

    1. Oi Vinicius,
      vou tentar responder suas questoes aqui:
      1) nao sei te dizer, pois nao conheco a fundo o processo no Quebec
      2) Nao. Vc precisa do PR pra se inscrever no CARMS
      3)Tb nao tenho detalhes (ainda). Mas vc pode achar bastante informacao a respeito disso no site do CARMS
      4) sim
      5) referencia canadense sempre tem um peso maior. Como vc ainda ta no inicio da faculdade, sugiro vc se organizar pra vir fazer um eletivo durante o internato.
      Epero ter ajudado. Boa sorte!

      Curtir

  3. Olá, meu nome é João Pedro, faco medicina na Universidad Privada del Este no Paraguai. Queria uma orientação sobre fazer minha residência médica em Medicina Interna ou até mesmo concluir o internato já em uma Universidade Canadense. Existe possibilidade de bolsas de estudos, ou como posso ingressar em tal curso.
    Agradeço desde já.
    Att

    Curtir

    1. Olá, Joáo Pedro. Infelizmente nao sei como funciona essa questao de bolsa. Sei que voce pode pegar um emprestimo nos bancos canadenses, com juros bem baixos. Mas nao tenho informacao sobre bolsa de estudos. Sugiro voce escrever para o programa que te interessar pedindo por mais informacoes.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: